create your own site for free

Inscreva-se na nossa mailing list

Bio

Seiva é folk de identidade portuguesa a mostrar a sua força vital. A misturar a oralidade rural e a urbanidade.

Seiva é olhar para dentro para procurar uma raiz cultural e musical e encontrar alma portuguesa nas canções de trabalho, nas romarias, nos adufes e pandeiros, nas canções de fé, na força dos bombos que fazem o coração bater mais forte. Nos ritmos que o tempo ainda não perdeu mas que se foi esquecendo. Sentir essa essência na viola braguesa, no cavaquinho, nas gaitas de fole mas também, no olhar em frente e no desbravar de novos caminhos, misturando electrónica e electricidade sem pudores nem purismos.

A nutrir o presente com o vigor do passado para abraçar o futuro. 

Os Seiva iniciam a sua carreira em 2014 com o objectivo de fazer um projecto musical totalmente baseado na música de tradição oral portuguesa. Herdeiros dos extintos Dazkarieh, Vasco Ribeiro Casais e Joana Negrão trouxeram para Seiva a sua vontade em explorar ainda mais a música tradicional portuguesa. Quiseram criar um grupo que partisse da premissa de um projecto muito mais virado para dentro, para a portugalidade rural menos explorada. Uma alma portuguesa presente nas canções de trabalho, nas de romaria, nos adufes e pandeiros, nas canções de fé e em instrumentos como o cavaquinho, a viola braguesa e as gaitas de fole. Usando tudo e misturando-o com os seus temas originais, com electrónica e electricidade, sem pudores nem purismos, trazendo toda essa ruralidade para o habitat urbano dos membros do grupo e tentando que toda essa cultura se renove e se mostre ao Mundo.

Em Maio de 2015 lançam o seu primeiro trabalho discográfico, homónimo e de edição de autor, com distribuição física a nível mundial pela editora alemã Galileo MC e distribuição digital em todas as plataformas, começando desde o inicio a abrir portas fora de Portugal. 

No seu primeiro disco exploraram a tradição musical mais recôndita da Beira-Baixa misturando-a com as suas próprias vivências e experiências dos seus temas originais. Durante o mesmo ano fazem uma série de concertos em salas e festivais em Portugal apresentando-se ao vivo em trio, mostrando as canções do disco e provando que ao vivo a cultura portuguesa encontra ecos nos ouvidos dos espectadores. Fazem a sua primeira apresentação no Cine-Teatro João Mota em Sesimbra com casa cheia, seguem para o Fórum Romeu Correia em Almada, Fórum José Figueiredo, na Baixa da Banheira e alguns clubes como o Popular Alvalade e o Sabotage Club em Lisboa, o Cine-Incrível em Almada, Salão Brazil em Coimbra e o Espaço Imaginário em Évora. Passam por alguns Festivais, como o Oeiras Crescendo Festival, Há Festa na Aldeia em Alcácer do Sal, Festival Internacional de Gigantes no Pinhal Novo, Festival Salva a Terra em Salvaterra do Extremo, Festival I Burro I L Geiteiro em Trás-os-Montes, Festa do Avante, entre outros.

O seu single de estreia “Dura de Roer” rodou em playlist na TSF e a promoção do disco levou-os a várias rádios internacionais como a “Radio Dreyeckland” na Alemanha, a “Radio Popolare” em Itália, a “Les Rutes del So” em Barcelona - que nomeou o disco de Seiva como o 2º melhor de 2015 e culminando com a actuação ao vivo no programa de Armando Carvalheda – Viva a Música na Antena1.

Esta série de concertos e promoção foi importante para cimentar a posição dos Seiva, como uma nova banda folk portuguesa do panorama nacional, atraindo os fãs que já seguiam Vasco Ribeiro Casais e Joana Negrão com os Dazkarieh mas granjeando mais pessoas que se interessam por música portuguesa que não a mais difundida nos grandes meios de comunicação social. 

Para além da promoção nacional foram também feitos alguns contactos internacionais que também se reflectiram em boas críticas em revistas e sites de folk e worldmusic como a fRoots, Songlines, Folker, Folkworld, e em alguns concertos fora de portas, donde se destacam o Folk Hebst na Alemanha, o festival Eurofonik em Nantes e o Festival Ghanafest em Malta.

Os Seiva também marcaram presença em 2014, 2015, 2016 e 2017 na Womex, a maior feira de worldmusic onde reataram contactos antigos e onde consolidaram possibilidades de concertos para um futuro muito próximo em Espanha, França, Alemanha e Suécia. 

Em maio de 2016 são nomeados para o FolkHebst um dos mais importantes prémios da Folk Europeia que já galardoou nomes como Garmarna, Berrogüetto, Amsterdam Klezmer Band, Dreamers‘Circus entre outros. 

Seiva, um trio que apenas utiliza instrumentos tradicionais e que os alia à electricidade e electrónica, fazem com que as raízes portuguesas ganhem todo um novo significado nos dias que correm e que façam justiça à nossa música portuguesa como os Hedingarna fazem com a música suéca, os Varttina com a filandesa, os Dervish com a irlandesa, os Coetos com a catalã e por aí fora.

Vasco Ribeiro Casais:

Viola Braguesa, Cavaquinho, Gaitas de fole Portuguesas, Adufe.

Joana Negrão:

Vozes, Adufe, Gaitas de fole Portuguesas.

Rita Nóvoa:

Percussões

Citações de Imprensa

(...)"Vocal creativity and poetic flair (Negrão has the gift).(...)listeners conditioned to equate Portugal exclusively with fado will find compelling evidence to the contrary in the resplendent musical heartbeat that is Seiva.” Michael Stone – fRoots. (UK)

(...)"beautifully crafted sound tapestry of Portuguese Bagpipes, tambourine, viola braguesa, adufe, and cavaquinho.” Gonçalo Frota – Songlines (UK)

(...)"The music is not sad and melancholic, but lush and exuberant. Joana Negrão is an awesome vocalist." Tom Keller – Folkworld (DE)

(...)"a talented group of musicians who are innovating Portuguese folk music”. in worldmusiccentral.org (USA)

(...)"a journey filled with emotions.” in paysdeloire.sortir.eu (FR)

(...)"tradition and modernity together with boundless energy." in atelierdesinitiatives.org (FR)

(...)"strong melodies and even better arrangements" in Folker (DE)

(...)"sonic exploitation of traditional Portuguese instruments"in Blitz (PT)

Instagram Feed

CONTACTOS:

Email: booking@seivaonline.com




  • BOOKING E MANAGEMENT:

  • Roots and Rhythms | Ricardo Delgado
  • m. (+351) 91 869 33 13
  • e. roots@sapo.pt | skype.rootsandrhythms
  • www.roots.pt | facebook.com/rootsandrhythms | twitter.com/rootsandrhythms
Obrigado pela sua mensagem!